Sugestão de fim-de-semana: Jantar no Guilty

O fim-de-semana está à porta e hoje venho com uma sugestão de restaurante! Hoje em dia com blogs e app como o Zomato já não há desculpas para irmos jantar fora sempre aos mesmos locais, por isso tal como gosto de ler sugestões noutros blogs, também gosto de trazer-te sugestões que acho que valem a […]

Ler mais

O fim-de-semana está à porta e hoje venho com uma sugestão de restaurante! Hoje em dia com blogs e app como o Zomato já não há desculpas para irmos jantar fora sempre aos mesmos locais, por isso tal como gosto de ler sugestões noutros blogs, também gosto de trazer-te sugestões que acho que valem a pena partilhar!

Fomos ontem jantar ao Guilty, um dos restaurantes do Olivier, um restaurante de massas, pizzas e hambúrgueres perto da Avenida da Liberdade. Ambiente descontraído, mas ao mesmo tempo acolhedor, que se transforma em bar nas sexta e sábados à noite. A sua decoração tem um aspecto estilo industrial, onde se destacam os enormes fornos e uma parede forrada a caixas de madeira de vinho do Porto.

Começamos por pedir entradas e dois cocktails. O Cocktail Guilty que contém sumo de laranja natural, polpa e sumo de maracujá e polpa de morango, este existe na opção com ou sem alchool, e o Cocktail Tropical Sweet, com polpa de manga, polpa de morango, sumo de laranja natural e sumo de lima, este segundo foi o meu favorito, mas o Helder preferiu o Guilty, contudo só existe em versão sem alchool.

Quanto às entradas pedimos, por sugestão da moça que nos atendeu escolhemos a Focaccia com Manteiga de Alho e Queijo e os Nachos com Queijo cheddar e guacamole, estes últimos que foi sem dúvida a entrada que mais vimos sair enquanto lá estivemos, contudo preferimos a Focaccia.

Quanto aos pratos principais pedimos igualmente referências e aceitámos as sugestões! Eu comi Mac Guilty and Cheese, cujos ingredientes são massa cotovelos, queijos gratinados, espinafres e cogumelos. Adorei, a massa não estava demasiado cozida nem de menos, estava mesmo no ponto e era muito saborosa. Eu adoro comidas com bastante queijo contudo muitas vezes acabam por se tornar enjoativas, isso não aconteceu de todo!

O Helder optou pela Pizza Kalimera cujos ingredientes são uma selecção de queijos, catupiry, queijo feta, bacon e cebola. Segundo ele é aquele tipo de pizza que “enche”, mas sem deixar uma sensação de peso no estômago. A sua massa fina fazia com que se destacasse mais o sabor dos ingredientes.

Para finalizar dividimos um Petit Gâteau de Chocolate com uma bola de gelado de baunilha, porque já estávamos cheios, mas a gula levou a melhor!

Se gostaste deste post convido a dares like na página do Facebook ou a seguires pelo Bloglovin para estares sempre a par das novidades!

Guilty by Olivier Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Bases de Maquilhagem – As várias fórmulas/texturas

Existem imensas bases no mercado, desde liquidas a compactas, passando pelas em pó e as novas cushion!
Mas qual o tipo certo para cada caso?
Neste post fica a conhecer um pouco mais sobre as bases de maquilhagem e quais as vantagens e desvantagens de cada uma delas!

Ler mais

Existem imensas bases de maquilhagem no mercado, com as mais variadas formulas, texturas e acabamentos. Com propriedades que cuidam da pele, protegem do sol e algumas até já previnem rugas!

São tantas as ofertas que fica por vezes difícil escolher a melhor para nós!

Há uns meses coloquei no meu canal do Youtube um vídeo sobre Como Escolher Base e algo que temos de ter em conta nesse momento é justamente a textura da base!

Existem vários tipos de base, cada uma permite um acabamento diferente e serve para situações diferentes!

Base líquida: Estas podem ter vários tipos de cobertura, durabilidade e acabamento. Além disso há também algumas formuladas especificamente para determinados tipos de pele! Ou seja oferta imensa de fórmulas diferentes! As bases líquidas apesar haverem umas mais espessas e outras mais fluidas, em regra geral são fáceis de trabalhar.
Podes aplica-la com as mãos ou com um pincel. Eu tenho sempre preferência por pincéis de topo achatado.

Base em gel: Fórmula com uma textura muito leve, que proporciona uma cobertura fina e translúcida. Deves usá-la se tiveres uma pele jovem e pretenderes apenas uma cor uniforme sem cobrir manchas. No entanto nesse caso aconselho o BB ou CC cream que além de uniformizar ligeiramente a pele, hidrata e protege do sol (apesar de haverem no mercado alguns BB ou CC creams, casos raros, que não possuem FPS)

Bases HD: São bases de maquilhagem formuladas com partículas mais finas de modo a dar uma maior cobertura, disfarçar melhor poros e linhas finas mantendo um aspeto natural. Contudo o hype à volta deste tipo de base já passou e honestamente o termo HD nas bases, na minha opinião, foi mais questão de marketing que outra coisa. Pois existem imensas bases líquidas, que não possuem HD no rótulo, mas que cobrem bem imperfeições e deixam um acabamento muito natural.

Barra/Stick: Esta é uma base multiusos, serve de corretor e proporciona uma cobertura total com acabamento cremoso, pode ser usada em peles normais, secas ou mistas. Esta base dissimula manchas e cicatrizes, no entanto não é aconselhável para peles maduras, por ser muito “pesada” pois pode acumular-se nas linhas finas.

Compacta: é uma 2 em 1 – base e pó na mesma fórmula, permite uma cobertura média a total, não aconselho a peles com rugas, uma vez que semelhante à em stick, esta base pode acumular-se nas linhas finas. Se costumas ter pouco tempo para a maquilhagem ela é a base ideal para ti, pois não irás necessitar de usar corretor e pó, a menos que tenhas umas olheiras muito carregadas.

Creme efeito pó solto: Formula cremosa que proporciona uma cobertura média e um acabamento semelhante ao do pó. Indicada para peles normais e mistas. Esta base aplica-se rapidamente e com suavidade.

Hidratante com cor/BB Cream/CC cream: Cobertura leve, praticamente impercetível, pode ser usada em qualquer tipo de pele.

Minerais: Apesar de já existirem bases minerais líquidas, na sua maioria encontram-se sobre a forma de pó solto. São bases que na sua composição contém minerais moídos e sem qualquer adição de agentes químicos, sendo dessa forma a melhor opção para peles muito sensíveis e reactivas!
Estas bases também não obstruem os poros!
Um dos problemas que as bases minerais tinham, era deixarem o rosto com um aspeto “empoeirado”, contudo hoje em dia já existem bases minerais com partículas mais pequenas o que dá um acabamento mais natural e sem acumular em linhas finas e poros.

Creme/ mousse: Cobertura média a total com acabamento uniforme, deixa a pele hidratada, ajuda a dissimular as rugas de expressão por isso é a base mais indicada para peles secas e maduras. Algumas marcas já oferecem bases em mousse com formulação especial para pele oleosa. É preciso ter cuidado ao espalhar, pois se esta base for mal espalhada pode ficar com um aspeto artificial, além disso não aconselho o uso de pó por cima de uma base em mousse, pois irá sobrecarregar muito a pele.

Cushion: A grande novidade dos últimos tempos, as bases cushion são bases líquidas com embalagem pratica como as bases compactas!
Neste caso a nossa base líquida está impregnada numa esponjinha, ou género de rede, que ao ser pressionada liberta o produto. A sua embalagem traz também aplicador, aquelas esponjinhas redondas e espelho para ser mais fácil retocar ao longo do dia.
A sua textura é leve bem como o seu acabamento.

Espero que tenhas gostado deste post e que seja útil na próxima vez que necessitares de comprar base de maquilhagem.

Cores dos Neutralizadores – Maquilhagem do Rosto

O neutralizador da cor correcta pode ser o produto que falta para fazer toda a diferença na hora de corrigir olheiras e outras imperfeições da pele! Por isso hoje vamos falar das cores dos neutralizadores!  O que são neutralizadores? De uma forma muito rápida, tal como o nome indica servem para neutralizar. No âmbito da […]

Ler mais

O neutralizador da cor correcta pode ser o produto que falta para fazer toda a diferença na hora de corrigir olheiras e outras imperfeições da pele! Por isso hoje vamos falar das cores dos neutralizadores!

 O que são neutralizadores?

De uma forma muito rápida, tal como o nome indica servem para neutralizar. No âmbito da maquilhagem, são determinados produtos com cor que corrigem mais eficazmente determinadas imperfeições da pele que estão mais evidenciadas. Como por exemplo olheiras, manchas, hematomas, entre outros.

Há neutralizadores líquidos, cuja textura é semelhante aos primers ou compactos.

É preciso ter muito cuidado na escolha do neutralizador, pois a cor mal escolhida, em vez de disfarçar vai evidenciar o problema.

 

2-colorwheel

 

Olhando para a roda das cores  torna-se mais fácil perceber qual a cor para cada caso, pois as cores opostas anulam-se…

Qual a melhor cor para cada caso?

Verde: Os neutralizadores verdes servem para neutralizar os avermelhados, como por exemplo derrames, rosácea e borbulhas inflamadas.

Amarelo: Manchas arroxeadas, tais como hematomas e olheiras.

Lilás: Excelente para manchas amareladas e castanhas, óptimo para quem tenha olheiras acastanhadas.

Laranja: O laranja neutraliza os azulados e acinzentados, logo pode ser utilizado em determinados hematomas e em olheiras acinzentadas.

Não te podes esquecer que após o neutralizador, para uniformizar ainda melhor o tom da pele deves utilizar um corrector ou base adequado ao tom da tua pele!

Ao aplicar, seja a base, seja o corrector, por cima da zona onde tem neutralizador, deves fazê-lo com batidinhas, para não remover o mesmo do local onde é necessário. Para uma melhor fixação deverás, após a aplicação da base, colocar uma leve camada de pó.

Espero que o post te tenha sido útil, qualquer dúvida deixa aí em baixo nos comentários 🙂

 

New In: Escarpins Pretos

Estava a precisar de uns novos escarpins pretos, são na minha opinião um essencial a ter. Já tinha uns da marca Melissa, mas confesso que são muito desconfortáveis. Eles apertam o pé à frente, chego mesmo a ficar com os dedos dormentes! Não é o caso de serem o número errado, a nível de comprimento […]

Ler mais

Estava a precisar de uns novos escarpins pretos, são na minha opinião um essencial a ter. Já tinha uns da marca Melissa, mas confesso que são muito desconfortáveis. Eles apertam o pé à frente, chego mesmo a ficar com os dedos dormentes! Não é o caso de serem o número errado, a nível de comprimento estão bem, o problema é a largura do sapato, tentei inclusive alarga-los, vi na net várias dicas, mas os teimosos voltam sempre ao mesmo!

escarpins pretos

Acredito que não é marca que se dê bem com os meus pés pois quer os sapatos, quer os botins que tenho, raramente os calcei justamente pelo seu desconforto!

Por isso, depois de muito tempo a adiar, afinal os que tinha estão praticamente novos e tinha esperança de os conseguir alargar, tive mesmo de comprar uns novos!

Vi vários modelos, mas acabei por me decidir por um modelo mais clássico e atemporal em verniz. Contudo com um pormenor diferente atrás! Este modelo é da marca Moony Mood, que já não é novidade aqui no blog. É uma marca com artigos giros e a preços acessíveis.Até agora esta marca não me deu problemas, seja com calçado ou com roupa (adianto já que veio na mesma encomenda um blusão rosa clarinho muito lindo, mas mostrarei noutra altura).

Usei os meus novos escarpins pretos na sexta-feira passada pela primeira vez para ir à festa de lançamento da gama Stylista da L’Oreal e posso dizer que se aguentaram muito bem! Para escarpins são bastante confortáveis, o salto não é demasiado alto e apesar de serem bicudos não apertam o pé à frente.

Não é o tipo de sapato que mais uso atualmente, mas como disse anteriormente é um básico que devemos ter e que irás ver ainda em muitos dos looks que partilho no Instagram (convido a seguires-me por lá @tania_argent).

E tu também achas que os escarpins pretos são um básico que devemos ter? Comenta aí em baixo 🙂

Bases para pele oleosa

Encontrar a base ideal por vezes é complicado, para quem tem pele oleosa é importante que a base seja formulada para este tipo de pele. Tem de conseguir ter boa durabilidade ao longo do dia, boa cobertura já que muitas de nós com pele oleosa volta não volta temos problemas com acne e claro não nos entupir os poros! Neste post partilho contigo seis bases para pele oleosa!

Ler mais

Quem tem a pele oleosa coloca a mão no ar! Hoje este post é para vocês! Nele vou indicar cinco bases para pele oleosa.

Quem tem a pele oleosa sabe bem a dificuldade que é encontrar “aquela base“. Sempre tive referência por bases com acabamento mate, pois ajudam a manter a maquilhagem impecável durante mais tempo e no Inverno muitas vezes acabo por prescindir do pó.

Hoje venho indicar-te 5 bases para pele mista a oleosa que já experimentei.

Revlon Colorstay Para peles Mistas a Oleosas – Uma coisa que sempre gostei nas bases é justamente terem duas fórmulas diferentes, para pele mista a oleosa e para normal a seca! A base já é bem famosa mundialmente pela sua qualidade versus preço. Existem 8 cores, 4 delas com um tom mais quente, 4 com tom mais frio (rosado).

Textura: A sua textura é bastante líquida, logo muito fácil de espalhar.

Cobertura: Média, mas conseguem um pouco mais cobertura aplicando mais uma camada e o seu aspecto continua muito natural.

Durabilidade: Dura sem dúvida o dia todo.

Contras: Não é muito fácil de encontrar à venda, há poucas lojas físicas que vendam a marca por cá (vende nos armazéns Marques Soares, por isso meninas do Norte já sabem ;). Apesar de ter bastantes cores, a mais clara que existe por cá não é a mais clara que a marca tem.

Preço: 19,90€ | 30ml

Artistry Exact Fit 24 – Uma das minhas bases favoritas. Tenho imensa dificuldade em acertar a 100% o meu tom de base, pois tenho a pele amarelada, alias bastante amarelada…e no Inverno fico sempre bastante clara, logo algo ainda mais complicado, bases claras com sub tom quente…Resistente ao calor e à humidade. Tem 12 cores, e estão divididas por sub tom, 4 neutras, 4 quentes e 4 frias. Na indicação do número da cor indica logo qual o tom, assim é mais fácil escolher a certa.

Textura: Fluída, mas não tanto quanto a Colorstay,esta é um pouco mais espessa.

Cobertura: Média a alta.

Durabilidade: A marca indica 24h, mas no máximo só usei durante 12 e aguentou-se bem.

Contras: Como a marca é vendida por venda directa/catalogo e online, pode ser difícil de comprar e de encontrar a cor certa, no entanto a marca dá 90 dias de garantia em que podem trocar o produto caso a cor não seja a correcta.

Preço: 48.60€ | 30ml

Infallible Mat-24 L’Oreal – Base de acabamento mate, segundo a marca ela é bastante resistente à água, vapores, e prática de desporto, contudo não posso afiançar, pois não costumo usar nessas situações, contudo fiz teste na mão para ver a resistência a água e confirmo. Ela fica mate, mas bastante natural.

Textura: Fluída, fácil de espalhar.

Cobertura: A marca indica alta cobertura, mas não considero propriamente cobertura total, contudo cobre mais do que esperei para uma base com uma textura tão fluída e conseguimos trabalhar bem em camadas sem ficar demasiado pesado.

Contras: Existem 6 cores cá em Portugal, e as mais claras não são suficientemente claras para as meninas mais branquinhas. Um problema que noto nas bases de supermercado é que acabam por ser todas muito rosadas e alaranjadas…de modos que usei a base para experimentar, mas não encontrei nas suas cores uma que se adeqúe 100% a mim…

Preço: 13.99€ | 35ml

Base Timewise Mate Mary Kay – Além de controlar a oleosidade, esta base já tem propriedades anti envelhecimento, ela possui uma infusão de vitamina E e uma mistura patenteada com péptidos construtores de colagénio. O seu acabamento é bastante mate e dispensa pó, contudo não fica com aspecto “pó” após seca como acontece com a da Maybelline. Existem 12 tons disponíveis.

Textura: Fluída/cremosa.

Cobertura: Média, mas é possível trabalhar em camadas sem perder o aspecto natural.

Durabilidade: 12 horas.

Contras: Em mim a base oxida um pouco, ou seja a cor parece que está perfeita, subtom impecável, mas depois escurece um pouco e alaranja, contudo acredito que tenha também a ver com a minha pele, pois sei de pessoas que usam a quem não aconteceu isto. Só é vendida por catálogo.

Preço: 16.50€ | 29ml

24h Made to Stay Makeup Catrice – Base à prova de água de longa duração, acabamento mate e cobertura alta! É uma base liquida que permite construir em camadas a sua cobertura, tem acabamento mate, mas ao mesmo tempo bastante natural. A sua durabilidade está mais que comprovada, chego ao fim do dia com a maquilhagem de rosto impecável. Podes ver review sobre ela aqui.

Textura: Fluída.

Cobertura: Alta (atenção cobertura alta não é cobertura total).

Durabilidade: A marca indica 24h, mas no máximo só usei durante 12 e aguentou-se bem.

Contras: Apenas existe em 4 tons.

Preço: 7.49€ | 30ml

Base Matte Clay The Body Shop – Uma base especialmente formulada para pele oleosa com tendência a acne uma vez que na sua composição tem óleo de tea tree. Acabamento mate, ajuda a controlar o aparecimento de borbulhas e oleosidade, mas ao mesmo tempo tem um aspecto natural e é bastante confortável, pode ser aplicada mesmo na zona da olheira que não causa desconforto. Existe em 10 tons, sendo que alguns têm subtom quente, outros frios e neutros.

Textura: Nem demasiado líquida, nem demasiado espessa. É uma textura cremosa. Fácil de espalhar quer com pincel, quer com esponja.

Cobertura: É uma base de cobertura alta, contudo não é daquelas bases que tapam tudo até tatuagens.

Contras: No meu caso tive de misturar duas cores porque um tom é claro o outro a seguir é muito escuro, mas não vejo isso como um grande problema.

Preço: 13€ | 30ml

Espero que tenhas gostado deste post e não te esqueças de comentar qual a tua base favorita!